Os Melhores Exercícios de Peito para Hipertrofia

Com perseverança e trabalho duro, você ficará com o peito trincando!

Artigo publicado por Marcelo Max nas categorias: Exercícios

O peito é talvez o aspecto mais procurado do físico humano. É a parte que até mesmo os caras de pernas magras na praia mais procuram treinar. Então, por que poucas pessoas são boas nesse quesito? Simples: eles não sabem como fazer funcionar corretamente esse grupo muscular do peito. Neste artigo, descreveremos dois programas de treinamento e abordaremos o problema com o tórax.

os-melhores-exercicios-de-peito-para-hipertrofia

Entendendo Melhor

O tórax consiste em dois músculos: o peitoral maior e o peitoral menor. Você também pode subdividir o peito maior nas partes clavicular e esternal. O peitoral menor se origina no processo coracoide da escápula e insere na terceira a quinta costela. O papel desse grupo muscular é o deaducto, ou seja, trazer para a direção do corpo, o braço. A porção clavicular do peitoral maior começa na parte do corpo da clavícula e termina na parte frontal do braço. A porção esternal do peitoral aumenta e a borda medial do esterno e compartilha a mesma inserção com a porção clavicular. Assim, este músculo serve para aductar, aduzir horizontalmente e girar internamente o braço.

Programas de Treino

Se você já leu algum de nossos artigos sobre o assunto, você saberá que incentivamos os programas de treinos rotativos. O raciocínio por trás disso reside no fato de seus músculos se adaptarem muito rapidamente a qualquer tipo de exercício de resistência (especialmente se você usar drogas potenciais ou suplementos). Assim, para manter seu corpo adivinhando onde será que o treino do dia exercitará mais e, por sua vez, crescer, você tem que mudar as coisas. O primeiro programa que descrevemos, será o treino da primeira semana no peito. O segundo programa será o treino da segunda semana. E assim por diante. Por isso, varie os treinos.

Treino 1:

  • Pressão de banco plana: 12, 10, 8, 6;
  • Pressão de dumbbell plana: 12, 10, 8;
  • Incline Dumbbell Flyes: 12, 10, 8;
  • Decline Dumbbell Press: 12, 10, 8.

Treino 2:

  • Incline Bench Press: 12, 10, 8, 6;
  • Incline Dumbbell Pressione: 12, 10, 8;
  • Flat Flyes: 12, 10, 8;
  • Crossovers do cabo: 12, 10, 8.

Substituindo Exercícios

Nem todos responderão aos exercícios que descrevemos acima. Nesse caso, você é responsável por tentar diferentes exercícios para estimular adequadamente o crescimento do seu peito. Abaixo estão alguns exemplos.

Pec Deck; Flat CableFlyes; Incline CableFlyes; Smith Machine Flat ou Incline Press; Barra paralela Dips 45 ° (isso coloca mais ênfase no tórax e limita o envolvimento do tríceps); Flexões.

Atenção!

Nos movimentos da mosca do haltere, mantenha seus cotovelos flexionados em torno de 10-15 ° para evitar que rasgue seus bíceps. Além disso, coloque os braços na mesma posição, como se você estivesse abraçando um barril.

Se você tentar esses exercícios de substituição e ainda não está sentindo uma boa contração, tente o seguinte:Traga a barra para o seu peito, pressione cerca de 12-14 polegadas, segure por um contagem de série do exercício, volte ao baú sem saltar e repita até doer.

Esta é uma boa maneira de eliminar o uso de tríceps para movimentos de tórax. Ele manterá toda a tensão no seu baú e não dará a seus músculos a chance de descansar. Muito bom para pesados ​​pesos. Se você não acredita em mim, observe “Bombeamento de ferro” e preste atenção à rotina do peito.

Marcelo Max

Autor

Marcelo Max sofreu com anemia por muitos anos e encontrou no bodybuilding uma vida mais saudável e cheia de adrenalina.



Comente!




*Campos obrigatórios