Giant Set: Guia Completo

Ao fazer séries gigantes, você consegue sair da estagnação e fazer com que seus músculos continuem a crescer.

Artigo publicado por Marcelo Max nas categorias: Exercícios

Quem pratica musculação diariamente sabe que, em determinado momento, o corpo alcança a estagnação, ou seja, os músculos param de crescer porque se acostumaram aos mesmos treinos. Por isso, é importante variá-los e foi para isso que o giant set, ou séries gigantes, são realizadas por atletas em nível avançado. Isso mesmo, ele só é indicado para quem está no nível avançado, pois requisita muito do corpo e se você nunca fez musculação, não aguentará o baque. Entretanto, se você já pratica musculação há vários anos, conheça o Guia Completo do Giant Set e torne-se um gigante!

giant-set1

Como Funciona o Giant Set

Para fazer o giant set, você deve escolher um grupo muscular grande como as coxas, os ombros, os peitorais e as costas. Então, você terá que realizar de 3 a 4 exercícios diferentes que trabalhem o grupo muscular por diferentes ângulos, com no mínimo, 15 repetições cada. Entre um exercício e outro, o tempo de descanso deve ser o mínimo possível, o suficiente para tomar fôlego ou um gole de água. Como é um trabalho em regime de circuito, a força aplicada é acima de normal, o que requer a escolha de cargas com cerca de 50 a 60% menores que as utilizadas comumente.

Quando as Giant Sets Devem Ser Realizadas?

Para que o seu organismo não se acostume com as giant sets e pare de crescer, elas não podem ser realizadas com muita frequência. Normalmente, são usadas durante o período de cutting no qual haja a pretensão de definir e aumentar a vascularidade, ou seja, aproximadamente uma vez por mês com cada grupo de músculos. Além disso, quando se utiliza esse tipo de treino abusivamente, há o risco de overtraining. Sendo assim, ele é recomendado para dar um choque nos músculos a fim de forçá-los a crescer, mesmo estando em um platô. Assim, eles passarão facilmente pelo período de estagnação.

giant-set

A Escolha dos Exercícios

Para atingir os seus objetivos com a giant set, os exercícios devem ser escolhidos cuidadosamente. De preferência, com a ajuda do instrutor ou do professor. É importante que as séries tenham início com um exercício de cadeia cinética fechada, ou seja, multiarticular, como o supino em qualquer angulação, por exemplo. Por outro lado, os últimos exercícios devem ser, preferencialmente, de cadeia cinética aberta, ou seja, isolados como o File ou o Crossover. Desse modo, para exemplificar, uma série gigante de 4 estações pode ter 2 exercícios multiarticulares e 2 uniarticulares ou 3 multiarticulares e 1 uniarticular. E não se esqueça de reduzir as cargas às quais está acostumado, ou poderá haver esforço excessivo, o que é prejudicial para os músculos.

Quem Pode Fazer as Giant Sets?

Como explicado na introdução, as giant sets são recomendadas somente por quem se encontra no nível avançado na musculação ou a pratica ininterruptamente por pelo menos 2 anos. Isso porque, após o treino, há uma enorme sensação de acidez na musculatura e uma enorme fadiga por causa dos exercícios extremos que não podem ser suportados por praticantes de curto prazo. E mesmo os avançados, nunca devem se esquecer de fazer um aquecimento cardiovascular e o alongamento antes de iniciarem as suas séries gigantes. E mais: elas são o treino, e não, o complemento dele, entendeu?

Marcelo Max

Autor

Marcelo Max sofreu com anemia por muitos anos e encontrou no bodybuilding uma vida mais saudável e cheia de adrenalina.



Comente!




*Campos obrigatórios