Dieta do Frango com Batata Doce para Hipertrofia

Se você malha em busca do corpo perfeito, inclua muito frango com batata doce na sua alimentação.

Artigo publicado por Marcelo Max nas categorias: Nutrição

No mundo fitness a bola da vez é a prática da hipertrofia muscular, ou seja, a definição de volume da massa muscular no corpo, obtida através de várias sessões de exercícios pesados nas academias. Vale lembrar que todo esse esforço requer muita atenção, pois se feito sem orientação profissional e sem uma boa nutrição você pode ter problemas como fadiga muscular e até mesmo engordar. São séries de exercícios que requerem muito esforço, e por isso recomenda-se boa alimentação e progressões em médio e longo prazo. Por isso todo profissional recomenda paciência e foco.

dieta-do-frango-com-batata-doce-para-hipertrofia

Sugestões de Alimentação Para Malhar

Os nutricionistas que geralmente acompanhamos atletas sugerem refeições à base de tapioca, clara de ovos, batata doce, frango, mandioca e atum, por serem alimentos que geram energia para a movimentação muscular bem como sua regeneração de modo a ficar mais volumosa. Há pessoas que malham de segunda a sábado, quando dá tempo duas vezes por dia com treinos que vão desde o exercício aeróbico pela manhã e à noite, musculação visando hipertrofia.

Frango Com Batata Doce

Assim como o tipo de treino da vez, tem sua dieta da vez, focada no consumo de frango e batata doce. Há várias receitas de frango com batata doce que os nutricionistas e atletas elaboram, e nesses pratos, muitas vezes são usados suplementos para potencializar o aumento de volume muscular. Você pode fazer uma mistura de Whey Protein com clara de ovos para consumir após os treinos. Por isso a dieta composta de frango com batata doce é a mais comum, visto que o consumo de carboidratos com aporte de proteína e menos gordura possível é o mais indicado para isso.

Cuidado

Apesar dessas receitas e dietas focadas no consumo de carboidrato com aportes de proteínas, se você exagerar nas doses poderá ter problemas renais. Uma vez que o consumo exagerado de proteínas, ainda que magras, podem sobrecarregar seus rins, pois isso nunca faça sem acompanhamento médico e sempre que possível faça exames de sangue para constatar se não há uma elevação de ureia e creatinina. É por causa disso que a Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte recomenda que a ingestão de proteína deva ser em torno de 1,2 a 1,4 g de proteína diariamente por cada quilo de peso do atleta que malha todos os dias.

Sendo assim, no dia que você não treinar, jamais exagere nas proteínas, especialmente as de origem suplementar. Há pessoas que erroneamente exageram na dose de proteínas nos dias que não treinam, com o pensamento focado no esforço feito no dia anterior, por exemplo. Isso não é recomendado. Se o fizer, muito provavelmente irá ter problemas como cálculo renal, por isso, atenção, porque a dor é intensa e você vai precisar de muito tempo de repouso e com isso pode perder todo o progresso de hipertrofia adquirido até então.

O Que Fazer

Tenha em mente que o correto é ter uma dieta com um consumo de proteína diário em torno de 15 a 20% do valor total de energia. E ainda, brincam os especialistas dizendo : “a diferença entre o veneno e o remédio, muitas vezes não é a substância, e sim a quantidade”.

Marcelo Max

Autor

Marcelo Max sofreu com anemia por muitos anos e encontrou no bodybuilding uma vida mais saudável e cheia de adrenalina.



Comente!




*Campos obrigatórios