Dicas Para Aumentar a Intensidade do Treino

Você precisa estar atento a vários fatores para conseguir aumentar a intensidade dos seus treinos, mas sem prejudicar os seus músculos.

Artigo publicado por Marcelo Max nas categorias: Dicas de Musculação

Não é novidade que, para obtermos melhores resultados decorrentes de nossos treinos, temos de intensificá-los, como bem explica o treinador Guimarães: “Para o halterofilista, 100 kg têm de parecer 10 kg, e para o fisiculturista, 10 kg têm de parecer 100 kg”. Porém, muitos atletas encontram inúmeras dificuldades para isso, especialmente por não saberem como intensificar os seus treinos. Então, resolvemos elaborar algumas dicas que irão te auxiliar nessa intensificação sem que prejudique a sua saúde.

dicas-para-aumentar-a-intensidade-do-treino

Atenção!

Primeiramente, devemos entender que intensidade no treinamento diz respeito a fatores qualitativos do treino, enquanto o volume está ligado à quantidade de treino desenvolvido pelo atleta.

A Carga

A carga é, sem sombras de dúvidas, o que mais influencia na intensidade do treino, porém, não é a única. Desse modo, a carga deve ser suficiente para tornar difícil de completar as séries de exercícios e as repetições propostas pelo seu instrutor. Para isso, é importante fazer o teste e verificar se a carga que você utiliza dificulta a realização das repetições e traçar o nível de força máxima empregada, e sobre esse valor, calcular as porcentagens de cargas em cada exercício. Esse é o teste 1RM.

Execução dos Exercícios

Outro fator é maneira da execução dos exercícios. Se você o faz de forma lenta, haverá mais lesões das fibras musculares e assim, mais volume muscular, ou seja, mais massa. Se executar de forma mais acelerada, haverá mais queima de glicogênio e o exercício se torna aeróbico e você terá massa mais magra. Caso diminua o tempo de descanso, o músculo ficará tensionado por mais tempo e assim, mais intenso será. Então, é primordial traçar os objetivos, se você quiser massa com volume ou porte esbelto.

dicas-para-aumentar-a-intensidade-do-treino1

Tempo de Recuperação

O tempo de recuperação também é muito importante, pois esse é o tempo entre um exercício e outro, e quanto menor ele for, mais intenso será o seu treino.

Esses intervalos (micropontos) podem ser “choque”, “regenerativos” ou ainda de “manutenção”. Com os microciclos de choque busca-se intensidade elevada para que posteriormente a musculatura se recupere e, consequentemente, compense o treino. Imagine que uma pessoa expert no treino de força execute um treino específico para peitoral no decorrer de 5 dias seguidos, o que seria um microciclo de choque. Só que esta mesma pessoa vai passar 7 dias sem treinar peito, para que ocorra a compensação.

Durante o treino, o tempo de recuperação entre uma série e outra é o que determina fortemente a intensidade. O tempo de recuperação precisa ser pensado de acordo com o treino de cada atleta. Exemplo: o “drop-set” precisa de mais tempo de recuperação do que uma série comum, para recompor minimamente os níveis de glicogênio muscular.

Importância da Alimentação

Por fim, a alimentação é importantíssima, mesmo que muitos não levem em conta, uma boa alimentação faz com que o treino possa ser mais intenso. Pessoas mal alimentadas não têm reservas de substratos energéticos em abundância, o que faz com que a intensidade do treino seja bastante prejudicada. Então, não basta uma suplementação para cobrir a falta de uma alimentação adequada, tanto é verdade que em muitas embalagens de suplementos constam essa informação. No mais: bons treinos!

Marcelo Max

Autor

Marcelo Max sofreu com anemia por muitos anos e encontrou no bodybuilding uma vida mais saudável e cheia de adrenalina.



Comente!




*Campos obrigatórios